O prédio do Estabelecimento Penal Feminino de Regimes Semiaberto, Aberto e Assistência às Albergadas de Três Lagoas (EPFRSAAATL) passou por reformas para facilitar a eficiência do trabalho dos servidores penitenciários e proporcionar maior dignidade às reeducandas no cumprimento da pena.

Com a reforma, foi construída uma sala destinada à revista das internas - localizada na portaria do presídio. Foi realizada manutenção na parte elétrica, hidráulica e de esgoto. Todo o prédio foi pintado.

A direção da unidade agora conta com uma sala própria. Também foi instalado um espaço específico para as oficiais do dia.

De acordo com a diretora do EPFRSAAATL, Leonice Miranda Rocha Guarani, uma das maiores preocupações na reestruturação foi com relação às condições de higiene e saúde. "Realizamos um trabalho para afugentar os pombos, com uso de repelentes, retiradas dos ninhos e fechando as entradas de acesso ao foro", detalha. "Também providenciamos uma dedetização geral para eliminação e prevenção de endemias", completa.

No trabalho de reestruturação da unidade penal, a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) contou com a colaboração do Conselho da Comunidade de Três Lagoas, da Secretaria de Assistência Social, Departamento de Obras e Serviços Públicos, e de entidades religiosas.

Pesquisar Notícias

Enquete

Você é a favor do Financiamento Privado nas Campanhas Eleitorais?