A Rua Egídio Thomé, via de acesso ao Bairro Jupiá, começou a ser recuperada nesta quarta-feira (08), pela empresa CGR Engenharia LTDA e outras cinco empresas que utilizam a rua para escoarem sua produção. Com fiscalização da Prefeitura Municipal de Três Lagoas, a extensão do reparo será do cruzamento da via com a Avenida Ponta Porã, até a entrada do Bairro, somando pouco mais de cinco mil metros quadrados de recuperação.

Através do método de rateio de custos, as empresas CGR Engenharia LTDA que entrou com R$ 18.625,00 com apoio financeiro da Cargill Agrícola S.A. (R$ 160 mil), Fibria (R$ 110 mil), MK Química do Brasil LTDA (R$ 10 mil) e Porto de Areia 3 Irmãos (R$ 10 mil), será feita a reconstrução do pavimento, recomposição do asfalto e outras ações para melhorar a trafegabilidade na via que se encontra com diversas irregularidades.

Conforme a Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (SEINTRA), por dia trafegam pela via cerca de 400 caminhões que fazem carga ou descarga de materiais nas empresas instaladas nas imediações do Bairro. “Essa ação, que tem uma visão de médio prazo, visa melhorar de forma imediata as condições da via. Porém, há a expectativa de que novas tratativas venham a dar uma solução de longo prazo ao problema”, explicou o secretário da pasta, Dirceu Deguti.

No acordo, em que a Prefeitura de Três Lagoas, por meio da SEINTRA, entra apenas como órgão fiscalizador, os R$ 308.625,00 investidos compreendem a reconstrução do pavimento, ao investimento de R$ 189.750,00; remendo profundo ao custo de R$ 91.875,00; fresagem (que consiste no corte de uma ou mais camadas de um pavimento asfáltico) e recomposição do asfalto, ao empenho de R$ 27 mil.