O coordenador técnico, o técnico e 10 dos 24\natletas da seleção brasileira de jovens de futebol de sete paralímpica\nsão de Mato Grosso do Sul. A convocação foi feita pela Associação\nNacional de Desporto para Deficientes (Ande) e a equipe se reúne em Campo Grande para a I Fase de Treinamento, entre 8 e 14 de fevereiro.

O técnico da seleção é o profissional da Educação Física, Wagner Melo da Silva, bicampeão das Paralimpíadas Escolares com o time de Mato Grosso do Sul. Na equipe estão garotos de ouro já treinados por Melo. Foram convocados: Wesley Gabriel dos Santos Ferreira, Carlos Eduardo Ferreira da Silva, Gustavo Carlos de Jesus e Ygor Rhian Noronha dos Santos. Completam a lista de sul-mato-grossenses: Alesson de Oliveira Silva, Maxsuel de Souza da Cruz, Matheus Aparecido Cardoso de Souza, Luiz Gustavo Hipólito dos Santos, Felipe Ricardo de Souza e João Victor Correia Martins.

O coordenador técnico é o experiente Dolvair Paschoal Catelli, um dos pioneiros do esporte no Estado, com experiência no comando das seleções brasileiras principal e de base.

Referência
Mato Grosso do Sul é referência nacional no futebol de sete. Além de ter recuperado, em 2015 a hegemonia da modalidade na faixa escolar, o Estado foi destaque na seleção paralímpica que disputou os jogos do Rio. Dos 14 medalhistas de bronze, oito são nascidos em terras sul-mato-grossenses: Marcos dos Santos Ferreira, Fabrízio Arlindo de Oliveira, Maycon Ferreira de Almeida, Leandro Gonçalves do Amaral, Wesley Martins de Souza, Igor Romero Rocha, Hudson Hyur Ido Carmo Januário e Fernando Celso Vieira.

O talento de ídolos do presente e do futuro foi reconhecido pela\nFundesporte, durante o Prêmio Esporte MS Troféu Professor Ubyratan Leite de Arruda. Os medalhistas de ouro das Paralimpíadas Escolares e os de bronze foram agraciados com medalha.

O incentivo do Governo do Estado, por meio da Fundesporte, tem sido importante para o desenvolvimento do futebol de sete. Seja em\nparcerias com entidades, apoiando participações em campeonatos ou promovendo competições, a fundação investe no paradesporto desde a base até o alto rendimento. “Sabemos que temos no paradesporto, atletas, técnicos e equipe de profissionais muito talentosos, em nosso Estado. Nossa missão é ajudá-los, da melhor forma possível e alçar vôos ainda mais altos. Receber o treinamento da seleção com uma equipe técnica de MS é motivo de muito orgulho. Nossos representantes estão de parabéns. Nós da Fundesporte desejamos muito sucesso ao grupo”, disse o diretor-presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda.