PUBLICIDADE

Em 11º no grid, Massa celebra adaptação à Stock, mas admite esforço: “dei a vida”

Em grid repleto de ex-pilotos de Fórmula 1, vice-campeão mundial fica próximo do top 10 no treino classificatório da Corrida de Duplas, e celebra desempenho próximo ao do pentacampeão Cacá Bueno

Quarta-feira, 31 de Dezembro de 1969

Das 33 parcerias inscritas para a Corrida de Duplas que abrirá a temporada 2018 da Stock Car, neste sábado, nenhuma foi tão badalada como Felipe Massa e Cacá Bueno. Maior campeão em atividade da categoria, com cinco títulos, Cacá dividirá a pilotagem do carro 0 com o vice-campeão mundial de Fórmula 1.

A dupla Cacá / Massa vai largar na 11ª posição, no grid que terá o atual campeão da Stock, Daniel Serra, na pole position em parceria com João Paulo de Oliveira. Mas, nem por isso, Massa lamenta. Do alto da experiência de seus 269 GPs de F1, ele comemora o desempenho semelhante ao de um dos maiores nomes da história da Stock. Na Corrida de Duplas, o grid é definido pela média das melhores voltas de cada piloto.

- Comparando com o Cacá, eu consegui chegar próximo. Tivemos um equilíbrio entre os dois pilotos para fazermos tempos parecidos. Isso me deu confiança e eu fiquei satisfeito com minha adaptação. Não com a posição, porque seria espetacular largar entre os cinco, mas a gente fez mais do que o carro poderia. O 11º não é um resultado incrível, só que, se houvesse um pouco mais de diferença, a gente estaria largando bem mais para trás – avaliou Massa.

Cacá Bueno corrobora a impressão de seu convidado ilustre, e também ressalta a questão do desempenho similar entre os dois pilotos de formações tão diferentes.

- O Felipe fez uma grande volta, mostra a qualidade que ele tem como piloto, é um cara diferente, afinal é o Felipe Massa. O 11º lugar não é nem de perto o que imaginávamos, mas valeu pelo esforço de todos. Eu e o Massa viramos no mesmo décimo tanto no Q1 como no Q2 e isso mostra o quanto ele se adaptou rápido ao carro – frisou Cacá.

Turma dos ex-F1 anda forte em Interlagos

Felipe não será o melhor ex-Fórmula 1 no grid deste sábado. Antes dele, estarão Lucas di Grassi (em 2º, com Augusto Farfus), Rubens Barrichello (em 3º, com o português Filipe Albuquerque), e Ricardo Zonta (em 5º, com o belga Laurens Vanthoor). No entanto, todos eles são titulares na Stock.

Em seu primeiro contato com o carro, Massa admite que seu bom desempenho para um estreante foi fruto de muito esforço. Especialmente quando Cacá não conseguiu uma boa volta no Q1. Segundo melhor entre os 33 convidados na primeira parte do treino classificatório, Felipe levou a dupla à oitava posição no geral, o que garantiu a vaga na segunda fase da disputa. No momento em que ele fechou a volta, a equipe CR comemorou efusivamente, como se fosse uma vitória.

- Eu comemorei muito, também, dentro do carro. O Q1 não foi bom para o Cacá, então o único jeito era fazer uma volta boa e eu “dei a vida” para fazer uma volta boa. No começo tive problema de trânsito, na segunda eu fui forte demais e errei na curva do lago. A terceira volta era única possível, felizmente consegui e passamos para o Q2 – contou Massa.

A transmissão da Corrida de Duplas começará às 13h deste sábado, no SporTV 2, com a largada prevista para as 13h30. O GloboEsporte.com acompanhará tudo em tempo real.

Fonte: G1.com.br
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE